24/05/2015

Entre Turbantes

Só quem carrega no sangue, no dia a dia, a "cor negra" sabe, na íntegra, como é ser negro, passando por preconceito na sociedade e tendo dificuldades de auto-aceitação desde a infância. 
Não tá fácil e nunca foi fácil ser negro, portanto, não é colocar um turbante que te fará negro. É a luta diária, o sofrimento, é ser eliminado numa entrevista de emprego pela da cor da sua pele. 
Então não venha me dizer que não existe racismo, que estou exagerando, que estou me fazendo de coitada, não venha me dizer que não consegui por falta de esforço, que cotas são desnecessárias. que vejo é que ter boa aparência para uma empresa e para o mundo é ser branco e/ou passar por um embranquecimento que te faz alisar o cabelo, afinar o nariz. E no fim de tudo, ser "superado" por alguém com o tom de pele mais claro. 

Vai ter turbante sim! 
Vai ter nariz largo sim! 
Vai ter cabelo crespo sim! 

Se evoluímos de macacos para seres humanos tão cheios de rancor e colorismo, preferia ser macaco.
           Jaci Carvalho

Foto: Jaci Carvalho
Loading...